Arquivo da tag: história

Palácio do Catete

Esse é um lugar com TANTA história que merece a visita só por isso. Mas além dessa parte, tem um jardim fofo, café, livraria, exposição e cineminha. Super válido, não acham?





Bom Feriado

Dentro da cabine do banheiro. Mola, Circo Voador.
Foto0010_02

Exposição 30 anos da Melissa, Santa Teresa.
Foto0013_02
Foto0016_02
Foto0026_01

Nos arredores de Santa.
Foto0023_01
Foto0036_01

Presente de frio

Depois de muitos dias de calor intenso, o friozinho finalmente chegou aqui no Rio. Até quando ele vai durar a gente não sabe, então eu, que não sou boba nem nada, estou aproveitando para fazer programinhas aconchegantes e curtir essa raridade climática na minha cidade 40º.
Uma das minhas paradas prediletas quando chega essa época do ano é a Confeitaria Colombo, no Centro. Passei lá na sexta e me reencantei. O lugar é lindo, chique, totalmente antiguinho e cheio de classe, sabe? Fora o ar de nostalgia… É impossível não sentir que aquele ambiente está carregado de História. Acho o máximo, fico com vontade de voltar no tempo uns 100 anos.

DSC_0419
DSC_0392
E no fim das contas, back in 2009, um quiche de gorgonzola com nozes para matar a vontade de salgado. Uma tartelette de nozes para matar a vontade de doce. Um café para arrematar as duas vontades e pronto, volto feliz para casa.

DSC_0408

A melhor de todos os tempos – parte II

Adorei passar a semana ouvindo o “Please Please Me”, que CD fofo! Letras de amor adolescente e batida que gruda no ouvido, quem diria. Não é a minha fase predileta dos Beatles, but I like it anyway.
Enquanto escutava fiquei imaginando como devia ser aquela época, o que as pessoas estavam fazendo, o que o mundo vivia. Sei lá, gosto de contextualizar as coisas que leio, vejo, escuto. Coisa de doida.
Aí pedi para um amigo querido desde os tempos do colégio me ajudar. O Tiago, que é historiador, professor, futuro cineasta e blogueiro, escreveu em pouquíssimas linhas os eventos mais importantes do ano que o CD foi lançado, 1963. Aí vai:

“A guerra fria esfriava. O Vietnam sangrava. John Kennedy sangrava. No Brasil, as tensões aumentavam. Jango retoma à presidência com plenos poderes. Che e Fidel recolocavam a América Latina no mapa.”

Achei super útil, deu uma clareada. Gostei tanto que pedi para ele fazer a mesma coisas com os próximos posts.


E nessa semana comecei a ouvir o “With The Beatles”, também de 63. Esses caras eram umas máquinas de fazer disco! Que bom! E aí, alguém me acompanha?